Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 4 de Outubro, 2004

contar com os blogs – 2

O meu post de ontem mereceu comentrios pertinentes de duas pessoas – Rogrio Santos e Pedro Leal – que muito respeito. Assim sendo, sinto-me na obrigao de melhor explicitar a minha ideia de partida.
Quando falo do ‘medo’ falo, sobretudo, do receio do desconhecido, da desconfiana relativamente a esse desconhecido e da resultante omisso da sua existncia (nas citaes, por exemplo) como se isso o tornasse invisvel.
O jornalismo portugus tem, relativamente aos blogs (e poder
dizer-se que, relativamente a alguns casos, existe at reciprocidade), uma
postura ambgua e tensa.
Ser verdade que o jornalismo tradicional (nas suas muitas matizes de qualidade) j desta forma age com actores outros que no os weblogs, mas isso no deve distrar-nos da questo de fundo.
O que realmente me preocupa nesta questo (e, a, os blogs at sero bem
mais acessrios ao argumento) a difcil adeso do jornalismo portugus
noo de que algo de fundamental est a mudar no modelo global de
comunicao. E ter sido – admito – sobretudo por isso que usei a palavra
‘medo’.
Nunca parti do princpio de que os blogs fazem jornalismo ou de que aspiram
mesmo a ser substituto e/ou alternativa (segundo os mesmos parmetros de
funcionamento). Alis, muito do que escrevo no Atrium versa, precisamente,
essa minha convico de que ‘as guas’ so distintas e, quando muito,
episodicamente complementares.
A, portanto, estamos amplamente de acordo.
Uma ltima nota sobre ‘o fim do jornalismo’. Acredito que se o jornalismo tradicional perceber o que est sua frente e se ancorar – com mais empenho, profissionalismo e honestidade intelectual – naqueles que so os seus valores e procedimentos de referncia, as pessoas vo sempre perceber no jornalismo algo de distintivo, algo que o separa de outras formas de comunicao uni/inter/multi pesssoal.
Se o caminho for o da negao, o da defesa de um terreno que foge debaixo dos ps, receio que a descredibilizao da profisso e – isso sim, relevante – do seu lugar numa sociedade livre e participada se torne inevitvel.

Anúncios

Read Full Post »