Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 9 de Novembro, 2005

jornais/net – complementares?

Na sua habitual crnica no Pblico, Joaquim Fidalgo falava-nos ontem dos jornais como objectos com os quais temos um relacionamento (tambm) sensorial. Dizia-nos ainda que nunca vamos sentir, com o online, o mesmo impacto que sentimos ao ver quatro pginas de um broadsheet cheias de fotos e nomes de soldados mortos.
Esta constatao fundamenta – parece-me – os argumentos de quem preconiza para a produo jornalstica online uma linguagem prpria, autnoma. S assim poder, por um lado, potenciar todas as mais valias do espao virtual e, por outro, emancipar-se do lugar de ‘parente pobrezinho’ da famlia Jornalismo.
Penso, porm, que tambm s assim – s procurando mais o que verdadeiramente a distingue – pode a Imprensa sobreviver no novo enquadramento. E, nesse enquadramento, as ‘notcias do dia’ sero cada vez menos um terreno confortvel. Esse espao – creio – fugiu (ou some-se numa mo de dedos abertos).
Um interessante texto sobre estas questes foi escrito ontem por Luc Fayard. Diz-nos ele:
Il faut se faire une raison : linformation est dsormais un bien gratuit. Ce ne sont pas les diteurs de presse qui lont dcid, ni les journalistes, on sen doute, cest le public. Du moins, une partie du public, celui des internautes. Mais cest ce public-l qui impose sa loi au march. Pensons ce critique intello de thtre qui disait : Ah bon ? Le public a aim la pice ? Il est bien le seul ! “.

Anúncios

Read Full Post »

jornalismo online na ubi

Terminam amanh as jornadas de jornalismo online da UBI, organizadas por Suzana Barbosa, no mbito do Labcom.
Hoje, de acordo com o programa, Jim Hall falou sobre Blogging, the Web, and the Mediation of Disaster, Antnio Fidalgo sobre
Data Mining e um novo jornalismo de investigao. Notcias de Ordem Superior e Suzana Barbosa sobre O que jornalismo digital em bases de dados?
Amanh, os trabalhos abrem s 9h30, com Concha Edo – El lenguaje y los gneros en la narracin ciberperiodstica – seguindo-se Anabela Gradim – Webjornalismo e a profisso de jornalista – e Joo Canavilhas – Arquitetura da webnotcia. O que aconteceu pirmide invertida?.

Read Full Post »

As mais recentes dificuldades do presidente norte-americano, George Bush, do o mote para uma prosa provocatria e (naturalmente) discutvel sobre o estado do jornalismo nos Estados Unidos – este ‘All the King’s Media’, de William Greider, no The Nation.
Excertos:
1. “Heroic truth-tellers in the Watergate saga, the established media are now in disrepute, scandalized by unreliable “news” and over-intimate attachments to powerful court insiders. The major media stood too close to the throne, deferred too eagerly to the king’s twisted version of reality and his lust for war. The institutions of “news” failed democracy on monumental matters. In fact, the contemporary system looks a lot more like the ancien rgime than its practitioners realize. Control is top-down and centralized. Information is shaped (and tainted) by the proximity of leading news-gatherers to the royal court and by their great distance from people and ordinary experience“.
2. “People do find ways to inform themselves, as best they can, when the regular “news” is not reliable (…) The centralized institutions of press and broadcasting are being challenged and steadily eroded by widening circles of unlicensed “news” agents–from talk-radio hosts to Internet bloggers and others–who compete with the official press to be believed. These interlopers speak in a different language and from many different angles of vision. Less authoritative, but more democratic. The upheaval has only just begun, but already even the best newspapers are hemorrhaging circulation“.
Encontrei a referncia no blog de Dan Gillmor.

Read Full Post »

…e se Lobo Antunes tivesse um blog…

Blogar ou no blogar…eis a questo que, pelo que escreve Claire White, tambm j ocupa uma ou duas linhas de pensamento de alguns escritores.
Existe – diz ela – todo este mundo novo, ao qual um nmero crescente de pessoas com interesse pela leitura parece estar a dar ateno e isso deve soar como uma sineta nos espritos de quem faz da escrita a sua profisso.
Claire White lista os prs e os contras de ter um blog mas parece-me ter uma viso positiva do impacto da ferramenta na aproximao entre escritores e leitores.
Transpondo isto para a nossa dimenso, imagino (egosta, bem sei) o prazer que teria em passar os olhos num blog mantido por Lobo Antunes, por Mia Couto, por Saramago, ou por Mrio de Carvalho…
Encontrei a referncia original no Bloggers Blog.

Read Full Post »

agncia blog

Aparece formalmente na prxima sexta-feira uma agncia de comunicao argentina que se prope aproveitar a ‘imensa potencialidade dos blogs’.
Ser mais um exemplo de como a blogosfera – e, sobretudo, a ideia de uma rede de expresses, ideias, trabalhos, projectos, opinies – comea a trilhar um caminho mais maduro de penetrao nos tecidos social e econmico.
Da proposta de partida, de Irene Fernandz e Eduardo Betas, retiro o seguinte excerto:
Una agencia que se plantea producir Internet en primera persona porque estamos convencidos de que entramos en una etapa de ser en la red y no slo estar en ella. Es decir, nos proponemos facilitar el imprescindible dilogo que hoy debe tener la empresa, la organizacin con su pblico. Porque hablando se entiende el mercado”.
Informao original recolhida no Bloc de Periodista.

Read Full Post »