Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Janeiro, 2006

A mais recente edio da Columbia Journalism Review brinda-nos com uma magnfica imagem – ilustrada – das voltas e mais voltas que pode dar uma ‘Carta ao Director’ de uma publicao antes de esta aparecer em pblico.
O caso envolve a reputada revista New Yorker e uma escritora, Valerie Lawson (a propsito deste artigo de 19 de Dezembro ltimo), e , sua maneira, um exemplo da cristalizao de algumas ideias perigosas entre jornalistas e responsveis editoriais:

  • ‘o nosso trabalho intocvel’;
  • ‘s se queixa quem quer publicidade gratuita’;
  • ‘o trabalho vale menos se parecer que nem toda a investigao original’.

Felizmente cada vez mais raras, estas ideias tambm fazem parte da resposta pergunta: porque confiam as pessoas menos no jornalismo tradicional?

Anúncios

Read Full Post »

O que vai no bolso

Estava a passar os olhos no blog da associao argentina 3.0 quando, ao ler uma entrevista de Steve Outing (Poynter) ao dirio La Nacion, reparei numa das fotos que complementa o texto.

Na foto v-se o que ser o contedo tpico dos bolsos de um estudante universitrio norte-americano.

Neste contexto, o que nos diz Outing na entrevista ao La Nacion, ganha outra relevncia:

La clave para su supervivencia (do jornalismo) es distribuir noticias donde los lectores-usuarios las demanden, es decir en formato papel, en la pantalla de una computadora, en el telfono celular, en una PDA/Palm, el iPod o una consola de juegos. La gente de medios debe concentrarse, primero, en hacer periodismo, pero luego tener habilidad para producir contenido que se pueda distribuir en diferentes soportes“.

Read Full Post »

Neil Postman – 20 anos depois

Duas dcadas passadas sobre o lanamento de Amusing Ourselves to Death: Public Discourse in the Age of Show Business, o livro que tornou conhecido Neil Postman, ainda valer a pena recomendar a sua leitura?

Numa poca em que “estar em frente ao ecr” j tem um significado completamente diferente, ainda importar avaliar os argumentos desenvolvidos a pensar na TV?

A defesa do sim, pelo seu filho, Andrew Postman, no blog de Jay Rosen.

Um outro olhar aqui e uma listagem de recursos na net sobre Postman aqui.

Read Full Post »

Na sequncia da apresentao, por parte do Sindicato de Jornalistas do Reino Unido, de um cdigo de conduta para a relao entre os media e os designados ‘colaboradores-testemunha’ (de que j aqui falmos), Simon Waldman aponta-nos duas leituras bem crticas: Neil McIntosh diz-nos que o texto produto do medo, enquanto que Emily Bell nos fala em ‘receita para a imobilidade’.

Read Full Post »

Dos blogs para o papel

Est j nas bancas o primeiro nmero da “Netizen“, uma revista editada pelos senhores que nos do o Pointblog.
Se h blogs que resultam em livros, porque no tambm isto. a prova – se ela fosse necessria – de que o espao meditico est aberto e de que um mesmo projecto de base pode ter sequncia em vrias plataformas.
O blog da nova revista tem uma ligao para as fotos da sesso de lanamento.
Cheguei informao original atravs do e-Cuarderno.

Read Full Post »

O Pew Internet & American Life Project acaba de divulgar um estudo sobre os laos sociais na Net. Este “The Strength of Internet Ties – The internet and email aid users in maintaining their social networks and provide pathways to help when people face big decisions“, revela que, ao contrrio do que poderia pensar-se, o estabelecimento de novos relacionamentos na Net no esmorece laos de proximidade fsica:
Instead of disappearing, people’s communities are transforming: The traditional human orientation to neighborhood- and village-based groups is moving towards communities that are oriented around geographically dispersed social networks.
People communicate and maneuver in these networks rather than being bound up in one solidary community. Yet people’s networks continue to have substantial numbers of relatives and neighbors – the traditional bases of community – as well as friends and workmates
“.
O ‘individualismo em rede’ alarga o espao de contacto humano e aumenta as possibilidades de associao – um sinal positivo.

Read Full Post »

Na sequência de um debate alargado que o Guardian promoveu há dois dias sobre jornalismo cidadão o sindicato dos jornalistas britânicos – NUJ – apresentou um código de conduta para as empresas.
Durante a conversa, Simon Waldman disse o seguinte: “All of this (a participação dos cidadãos) is going to happen regardless of whether anyone round this table thinks it is a good idea or not. All of those photos will go onto weblog or flickr. This is happening, there is no resistance to it. If we try to block it or resist it or say it is not right, it will feel like we are operating on the hard shoulder of the motorway“.
É, no essencial, partindo desse pressuposto que o documento centra atenções em quem publica e não em quem recolhe. São linhas orientadoras que envolvem preocupações deontológicas e de rigor mas também de segurança individual (sugerindo cautela na gestão dos riscos que as pessoas possam correr para aceder a determinada imagem ou informação).
O documento está aqui.
Encontrei a informação no Cyberjournalist.net.

Read Full Post »

Older Posts »