Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Agosto, 2007

Ai a força da net…

(Como ainda estamos em Agosto acho que me é permitido um assomo de hooliganismo estival)

A internet é terrível.
É uma incontrolável e implacável massa esponjosa, flexível, maleável que permite o aparecimento de tudo, projecta a dimensões nunca vistas o mais pequeno incidente, a mais pequena hesitação de carácter (não, não vou falar do Senhor de Gaia), a mais ingénua falha de conhecimento.
É cruel, a tal da internet.
É terrivelmente cruel.
Porque do seu ADN faz parte a propagação viral.
Porque do seu ADN faz também parte a memória não organizada e dispersa.
É mesmo um bueiro essa tal da Internet.
Que o diga a jovem da Carolina do Sul que, depois de demorado e (sem dúvida) exigente processo de selecção foi escolhida para representar o seu Estado no reputadíssimo concurso de “Miss Teen USA 2007”.
Quando alguém resolveu fazer-lhe uma daquelas perguntas difíceis, uma daquelas que arrumam qualquer pessoa com o mínimo de formação académica – “porque é que acha que 1/5 dos norte-americanos não sabem localizar o seu próprio país num mapa mundo?” – a jovem titubeou.
E não é que a tal da coisa se meteu ao caminho e lhe espalhou o (naturalíssimo) titubear pelos quatro cantos da imensidão de tubos (para usar uma expressão tão querida a um agora também famoso político norte-americano)…

Aviso: Esta é uma história verídica e a internet fez mesmo o que acima se indicou…a dinamicamente desafiada capacidade intelectual da jovem poderia, em toda a sua vida, vir apenas a ser conhecida por umas centenas de pessoas. Assim, tornou-se num privilégio de milhões num espaço de muito poucos dias (no momento em que escrevo sobre o assunto já mais de nove mil outros blogs – segundo o Technorati – fizeram o mesmo).

Read Full Post »

Jornalismo para anunciante

Será bem deixar aqui esta pequena nota sobre um incidente que levou à saída do responsável editorial de uma das mais populares publicações sobre informática, a PC WorldHarry McCracken abandonou a posição depois de o administrador ter interferido com um texto e de, aparentemente, ter dito aos editores que as peças precisariam de ser menos críticas das empresas do ramo ‘especialmente daquelas que são anunciantes’.
Histórias destas são mais comuns do que seria desejável, mas são a realidade crua de uma indústria acossada.

Obrigado Nelson.

Read Full Post »

I would not start from here…

Lembrei-me da piada que se conta sobre o irlandês a quem um turista pede informações sobre o caminho para Dublin (e que responde: “Se fosse a si não começava por aqui…“) quando li, no blog do Alex Primo, a referência a uma campanha de publicidade do jornal Estado de S. Paulo que se apoia numa estratégia tão usada nalgumas corridas eleitorais – a auto-promoção à custa das (insinuadas) fragilidades alheias.

Ora, o Estadão – numa iniciativa que gerou natural polémica – acredita que se promove argumentando que os formatos alternativos de informação, nomeadamente os blogs, são pouco fiáveis.
Imagino que alguém tenha ganho bastante dinheiro com a brilhante ideia…e que muitos outros a tenham aprovado.
É sinistro perceber a facilidade com que o medo nos conduz a comportamentos desonestos.

Read Full Post »

Publicidade online passa jornais em 2011

Internet advertising is expected to become the largest ad segment in 2011, surpassing newspapers

A previsão até pode muito bem ser descartada como mais uma flechada futurista de alguém com vontade de ser citado.
Mas se assim fizermos podemos estar a dar-lhe menos valor do que merece.
A empresa que apresentou este cenário, a VSS (Veronis, Suhler, Stevenson) é uma firma de capital de risco que, desde 1987, investe sobretudo na área dos Media. Já apostou em mais de 50 companhias e já participou, através delas, em 220 operações de aquisição, movimentando fundos próprios de quase três mil milhões de dólares.
Como diria o outro, o negócio destes senhores é números…e se até eles (agora) também dizem…

Read Full Post »

Fra-vergência?

E se em vez de um movimento de convergência estivermos a assistir a uma combinação de convergência com fragmentação – fra-vergência, portanto?
Esta é a pergunta que lançou Sam Smith, responsável pela unidade ‘Future Media Research’ da BBC, durante a conferência Research 2007.
Excerto:

Users are faced with a confusing array of choices. And they are now able to do what has never been possible before, tailor their media to suit their lifestyle. On top of Convergence of Media and Fragmentation of devices, we have third complication – splintering of useage.

Texto completo no blog de Sam Smith.

Recolhi a informação no Infotendencias.

Read Full Post »

Os ciclos

Estive ausente durante um mês.
E a minha vida mudou entretanto.
Foi tempo de pensar na natureza aleatória da existência.
Foi tempo de sentir o princípio de uma vida que ajudei a gerar.
Foi tempo de acompanhar os dias finais de uma vida que fez a minha.

E porque nada disto é novo, outro melhor do que eu disse como se sente alguém perdido:

Basta pensar em sentir
Para sentir em pensar.
Meu coração faz sorrir
Meu coração a chorar.
Depois de parar de andar,
Depois de ficar e ir,
Hei de ser quem vai chegar
Para ser quem quer partir.

Viver é não conseguir.

Fernando Pessoa, 14-6-1932

Read Full Post »