Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 29 de Outubro, 2007

Quem nos acode?

O debate sobre o futuro do jornalismo, enquanto profissão, segue a todo o vapor. Há, como há sempre nestas situações, posições extremadas que se nos apresentam com, pelo menos, uma vantagem clara – a de abrir o campo das discussões.
Um texto escrito por Jeff Jarvis há dias encaixa nesse perfil.
Sob o título “Editor 2.0“, o texto é uma espécie de percurso guiado de sugestões de leituras secundárias com a aparente capacidade de nos levar (imagino eu) a uma conclusão clara. E se há, perpassando-o, uma construção banalizada do desaparecimento do jornalismo como o conhecemos ela ancora-se em ideias que importa considerar com atenção (nomeadamente a de que é imperioso entender a profissão como um campo não só em mudança, mas sobretudo de mudança). Encontramos neste mas também em muitos outros textos de Jarvis um entendimento simplista da dimensão do problema, um optimismo quase pueril relativamente ao uso das tecnologias e um americano-centrismo pouco condescendente, mas importará não nos deixarmos influenciar em demasia por tudo isso. Uma coisa será o ‘restolho’, outra, bem distinta, o que ele nos pode impedir de ver.
Do outro lado da barricada – se é que me é permitida a simplificação excessiva – Jarvis aponta o dedo a gente como os responsáveis do Sindicato dos Jornalistas britânico, cuja recem-criada ‘comissão sobre trabalho multimédia’ parece – diz ele –  laborar em cima de premissas ultrapassadas pela rápida evolução do sector nos últimos anos.
O sindicato anda preocupado, por exemplo, com algumas das consequências da ‘multimedialização’ – o aumento de práticas de ‘copy&paste’, a dminuição da qualidade da imagem fotográfica, a ausência de formação para video, ausência de regras internas para o tratamento de matérias – e Jarvis responde que muito pouco disso é relevante no momento presente.
A discussão, no lado britânico, vai andando, com contributos de Shane Richmond (Daily Telegraph) ou Neil McIntosh (Guardian).
Sou só eu, ou mais alguém tem a sensação de que, por cá, independentemente do que pensemos, todos andamos…humm…longe, tão longe de achar que seria bom trocar duas ideias sobre o assunto…(bem sei que há os debates do Sindicato, como o desta noite, na Cooperativa Árvore, no Porto…mas…e o resto?).

Anúncios

Read Full Post »