Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Política’

Há dias, Joaquim Fidalgo chamou a nossa atenção para o que não nos foi dito na sequência das eleições primárias que já tiveram lugar nos Estados Unidos. Uma eleições em que os resultados não confirmaram as indicações de sondagens (de várias tipologias e produzidas por várias empresas).
Talvez – como sugere Jeff Jarvis – o jornalismo precise de se apoiar noutras ferramentas que não apenas os estudos de sondagens para apresentar aos seus leitores uma visão mais multifacetada do processo.
Novas métricas para campanhas‘ é o título de um post que se recomenda (particularmente interessante,porque consegue reunir uma força visual assinalável, este TagCrowd, como se prova na análise que fiz do próprio texto do post de Jarvis)

Anúncios

Read Full Post »

Nicholas Carr e o futuro

Excerto para abrir o apetite:

Wired: IBM founder Thomas J. Watson is quoted — possibly misquoted — as saying the world needs only five computers. Is it true?

Carr: The World Wide Web is becoming one vast, programmable machine. As NYU’s Clay Shirky likes to say, Watson was off by four.

Wired: When does the big switch from the desktop to the data cloud happen?

Carr: Most people are already there. Young people in particular spend way more time using so-called cloud apps — MySpace, Flickr, Gmail — than running old-fashioned programs on their hard drives. What’s amazing is that this shift from private to public software has happened without us even noticing it.

O resto da entrevista de um dos mais ‘lúcido-cínico’ pensadores sobre as implicações sociais das mudanças em IT à Wired está aqui.

Read Full Post »

The Internet is making us stupid

Cass Sunstein, professor de Direito na Universidade de Chicago, numa entrevista ao Salon.com, a propósito do lançamento do seu livro “Republic.com 2.0 – Revenge of the Blogs“:

I think it’s a very firm part of human nature that if you surround yourself with like-minded people, you’ll end up thinking more extreme versions of what you thought before. So this group-polarization thing is robust — it’s been found in lots of different countries, and it’s just in the nature of most people to do this.

Apanhado no Brijit.com

Read Full Post »

Um post, um desejo, uma comunidade

Por iniciativa de um grupo de bloggers alemães foi posta em movimento uma campanha apelando à mudança de regime em Myanmar. A ideia será de que, hoje, dia 4 de Outubro, blogs aderentes publiquem apenas um post com a mensagem ‘Free Burma’.

Mais informação aqui.
Blogs sobre Myanmar (Birmânia) aqui.
Flickr group aqui.

Read Full Post »

Reuters Africa

A Reuters lançou um serviço especificamente centrado no continente africano.
É um sinal positivo.
É um sinal, diz Rebecca MacKinnon, de que algo está a mudar:

First, it demonstrates Reuters’ commitment to covering Africa not only as a general news story but also as a global business story – to an extent that I have not seen in other global English-language media.

Second, Reuters Africa extends the news agency’s commitment to build synergies between the work of Reuters reporters and the work of bloggers from around Africa, who paint a much more diverse and vibrant picture of the continent than mainstream news reporting tends to do.
(A Reuters é um dos paceiros do projecto Global Voices)

O Press Release com o anúncio está aqui.
Dan Gillmor está encantado (foi de lá que parti para a série de links que sugiro).

Read Full Post »

O poder dos pesadelos – imperdível

A BBC começa, esta semana, a transmitir uma série de três programas intitulada “The Power of Nightmares“.
A ideia base explica-se em poucas linhas:

In the past our politicians offered us dreams of a better world. Now they promise to protect us from nightmares.
The most frightening of these is the threat of an international terror network. But just as the dreams were not true, neither are these nightmares.

O primeiro episódio está já disponível através do Google Video.
Vale a pena perder uns minutos.

Encontrei a sugestão aqui.

Read Full Post »

ERC e a Net…

Durante a entrevista que concedeu ao programa Diga Lá Excelência (uma parceria entre a RR, o Público e o canal 2 da RTP), o responsável máximo pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social alertou-nos a todos para uma situação que pode vir a ter implicações bem alargadas.
Ao que disse Azeredo Lopes, está em apreciação (com resultado esperado para breve) uma queixa da CDU relativa aos conteúdos publicados no site da Câmara Municipal do Porto.
Disse
  Azeredo Lopes (edição de hoje do Público – conteúdo de acesso restrito):

Está pendente uma queixa da CDU sobre a qual vamos deliberar. Será uma deliberação importante, pois passará por definir se aquele site pode ou não ser equiparado, para efeitos de regulação, a um órgão de comunicação social“.

Independentemente da validade da argumentação em que esta queixa se sustenta – a de que o Direito de Resposta é um direito fundamental – ganhará, parece-me, um novo fôlego o debate em torno da ‘responsabilidade’ dos blogs.
Afinal de contas, já será potencialmente muito pouco o que separa o que é escrito numa página ‘informativa’ de uma edilidade do que é escrito numa página ‘informativa’ de um blog.

Estaremos mais perto de ver a ERC acompanhar o conteúdo de alguns blogs?

E estaremos mais perto de ver a ERC considerar que esses conteúdos são submetidos a tratamento editorial, constituindo ‘um todo coerente’?

E, assim sendo, não seria importante que o enquadramento legal fosse mais claro?

PS: Sobre o final da entrevista que José Manuel Fernandes transformou numa tentativa (por sinal, frustradíssima) de ajuste de contas pessoal com Azeredo Lopes a propósito da forçada repetição de um Direito de Resposta no Público repito o que já escrevi num outro blog:  JMF não tem razão absolutamente nenhuma simplesmente porque abdicou do direito a ela quando publicou uma página inteira de publicidade ao seu ego num jornal nacional. Foi ele que fechou a porta a qualquer dicussão civilizada sobre o assunto e foi ele que deu mais argumentos aos que defendem que o jornalismo nacional não consegue auto-regular-se. Importa que JMF nunca se esqueça disto quando voltar a bradar aos céus: ‘infâmia, infâmia!‘.

Read Full Post »

Older Posts »